in dolor

tem dores que latejam
juntinho do osso
 
e aprendemos a sorrir
mesmo assim
 
gengiva exposta
falta chorar
 
de rir
mostro os caninos
quando desestruturada
a gente fica sem cara
 
e aquela dor canina
insiste
a gente
insiste também
 
sem anestesia
sente fundo a dor até não sentir mais
 
espinha ereta
nadamos do âmago
ao mar aberto
 
até que possamos levitar
e carregar os próprios ossos
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s